domingo, 30 de junho de 2013

SUPER FINAL E SUPER TELÃO É SO SABOR E ARTE!


Niver do Dia







Lula venceria no 1º turno

Depois de três semanas de manifestações de rua em todo o país, a presidente Dilma Rousseff é a pré-candidata que mais perdeu apoio na corrida pelo Planalto.

Sua taxa de intenção de votos cai até 21 pontos percentuais. Embora ainda lidere a disputa de 2014, a queda indica que hoje ela teria de enfrentar um segundo turno.

Para piorar a situação da presidente, seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, se mostrou bem mais resiliente à insatisfação geral dos eleitores com os políticos.

Além de ter perdido só dez pontos percentuais, o petista ainda ganharia no primeiro turno a eleição hoje em um dos cenários apresentados.

Há um crescente movimento dentro do PT que pede a volta de Lula em 2014.
O Datafolha foi à ruas na quinta e na sexta-feira. Entrevistou 4.717 pessoas em 196 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O cenário hoje mais provável para a sucessão inclui Dilma, Marina Silva (Rede), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Nessa simulação, a petista tinha 51% das intenções de voto nos dias 6 e 7 deste mês. Agora, desceu para 30%. Esse é o mesmo percentual da aprovação de seu governo, apurada no mesmo levantamento e divulgada ontem pela Folha.

Nesse mesmo cenário, Marina Silva subiu de 16% para 23%. Aécio Neves foi de 14% para 17%. Campos oscilou de 6% para 7%.

Os três adversários juntos pularam de 36% para 47%. Nessa hipótese, seria realizado um segundo turno entre a petista e Marina.

Impressiona o aumento de eleitores sem candidato --que dizem não saber quem escolher ou que afirmam votar em branco, nulo ou nenhum. No início do mês, eram 12%. Agora, são 24%.

No outro cenário no qual Dilma aparece como candidata é incluído também o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa --que tem negado intenção de disputar eleições.

Nessa hipótese, a petista tem 29% e há três nomes empatados em segundo lugar: Marina (18%), Aécio e Joaquim (15% cada um). Campos pontua 5%.

Lula é testado em duas simulações. Numa delas, vai a 45%. Nesse cenário, Marina, Joaquim, Aécio e Campos somam juntos 43% e ficam empatados tecnicamente com o ex-presidente. Haveria possibilidade de segundo turno.

Em outra cartela, quando o nome de Joaquim não é incluído, Lula tem 46% contra 37% de Marina, Aécio e Campos somados -aí o petista venceria no primeiro turno.

No geral, é possível dizer que os votos perdidos por Dilma foram, em parte, herdados por Marina e Joaquim. Um outro segmento de ex-dilmistas preferiu fazer um "pit stop" no grupo dos que não têm candidato. Aécio e Campos não se beneficiaram da desidratação de Dilma.


Outro indicador duro com a atual presidente é na pesquisa espontânea, aquela na qual o entrevistado não é confrontado com uma lista de nomes. A petista já havia caído de 35% para 27% de março para o início de junho. Agora, bateu em 16%. Lula se manteve estável, com 6%. Joaquim Barbosa, que nunca aparecia na pesquisa espontânea, surge com 2%.

sábado, 29 de junho de 2013

Forrozão do PDT






Aconteceu ontem (28/06/2013) o primeiro Forrozão do PDT na sede da Acrópole em São Miguel do Guamá  A festa reuniu centenas de filiados e simpatizantes do partido que contou com a presença do então Deputado Estadual Pio X, Eduardo Pio X e o Líder da agremiação política na Câmara Andrey Monteiro (Vereador).

Diversos brindes foram sorteados durante o evento que teve a participação de duas quadrilhas locais, bem como distribuição de mingau de milho e refrigerante. O Deputado asseverou que trata-se de uma oportunidade de reunir as famílias de nossos filiados em uma grande festa, contribuindo assim para revermos nossos amigos que sempre tem nos acompanhado. 

Já Eduardo Pio X destacou a grande participação das pessoas que estavam em bom número na Acrópole. Segundo Eduardo a tendência é que essa festa vire tradição e no próximo ano deveremos gozar de uma estrutura melhor e com novas atrações. 

EXCLUSIVO: Vídeo mostra atendimento as vitimas do acidente na BR 010

Exclusivo: Vídeo mostra atendimento as vitimas do Acidente na Br 010

Acidente na BR 010 deixa diversos feridos

Vereador Maurilo é uma das vitimas do Acidente de Trânsito na BR 010

Alfredo Costa (Assessor do Prefeito)
Ônibus da Prefeitura e Hilux colidiram frontalmente


O Hospital Municipal de São Miguel do Guamá recebeu por volta das 10:00 horas dezenas de pessoas que apresentavam ferimentos leves e graves em virtude de um acidente ocorrido no trecho entre a Bacabeira e o KM 12 da Br 010 (Sentido Santa Maria).

O Secretário de Saúde Juscelino Carvalho acompanhou todo o procedimento que contou com (02) dois médicos, enfermeiros e técnicos, os quais deram o suporte necessário às vitimas. Juscelino asseverou que os pacientes com ferimentos mais graves receberam os primeiros atendimentos e após terem seu quadro clinico estabilizado foram encaminhados ao Município de Belém, enquanto os demais permaneceram no próprio Hospital que goza de estrutura adequada para suprir as necessidades neste momento, finalizou o Secretário que deve divulgar ainda hoje o balanço de atendimentos realizados em virtude deste acidente.

Populares relatavam que o ônibus da Prefeitura que transportava os atletas da seleção Sub 20 de São Miguel colidiu frontalmente com um carro tipo Hilux, dentre os feridos estavam Alfredo Costa (Assessor do Prefeito) e o Vereador Maurilo que acompanhavam a delegação. O Vereador afirmou que tudo foi muito rápido e que o impacto todos foram arremessados parece “bola” dentro do ônibus, lamentou o Vereador que acompanharia a Semi Final do Campeonato em Santa Izabel (Pará).


As vitimas de maior gravidade estavam dentro do veiculo Hilux e seriam assessores do Prefeito de Viseu no Nordeste Paraense. 


Plebiscito e Referendo


Justiça eleitoral cassa mandato do prefeito de Santa Maria do Pará

Mais um município do Pará pode enfrentar mudanças na sua administração. Na terça-feira, 25, o juiz eleitoral Augusto Bruno de Moraes Favacho, da 67ª Zona Eleitoral de Santa Maria do Pará, cassou o diploma de Lucivandro Silva Melo (PR), prefeito daquele município, e seu vice, Paulo Augusto Batista (DEM), por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio (compra de votos). No ano passado, o prefeito já havia sido cassado pelos mesmos crimes, denunciados pelo Ministério Público Eleitoral por meio de uma Ação de Investigação Eleitoral. Porém, graças a uma liminar, conseguiu tomar posse e permanecer à frente da cidade durante os últimos meses. A nova decisão também permite que ele permaneça no cargo até que o recurso seja julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral, 'a fim de se evitar alternância sucessiva do poder, no exercício do cargo eletivo, que compromete sobremaneira os serviços públicos', justificou o juiz na sentença.

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo, que resultou em uma nova decisão contra Lucivandro e Paulo, essa semana, foi ajuizada pelo segundo colocado nas eleições em Santa Maria, Jorge Luis da Silva Alexandre (PSDB), que perdeu por uma diferença de apenas 192 votos. Com base naquilo que foi apurado pelo próprio Ministério Público Eleitoral, a denúncia diz que Lucivandro encaminhou diversos eleitores ao Hospital da Ordem Terceira, localizado naquela cidade, através da entrega de senhas numeradas, para serem atendidas pelo médico Williami Hernandes. Provas documentais e testemunhais apontam que o estabelecimento não tinha a prática de distribuir senhas para atendimento. Além disso, a rubrica que constava nas fichas apreendidas não era de nenhum dos empregados do Hospital.

'O contexto probatório dos autos demonstra a saciedade que o impugnado Lucivandro Silva Melo incidiu em conduta vedada, prevista no artigo 41-A da Lei nº 9507/97, abusando do poder econômico para captação de sufrágio, culminando nas hipóteses tipificadas no inciso 10 do artigo 14 da CR/88, quais sejam corrupção e abuso do poder econômico', dizia a sentença.


Corrupção

Na avaliação do juiz Augusto Favacho, conforme as provas apresentadas, os fatos articulados na petição inicial foram amplamente comprovados. 'E não deixam qualquer margem de dúvida de que o candidato Lucivandro Silva Melo prestou favores de consultas médicas para inúmeras pessoas, em pleno período eleitoral, caracterizando assim a corrupção eleitoral, com captação ilícita de sufrágio, espécie de abuso de poder econômico, de forma que deve se sujeitas às sanções eleitorais previstas no dispositivo retro, com cassação do diploma e declaração de inelegibilidade pelo período de oito anos', disse o juiz na sentença. Além de ter o diploma cassado, Lucivandro foi declarado inelegível por oito anos.

'Agora nós estamos aguardando a decisão do Tribunal (TRE) para que ele saia do cargo. Tramitam ainda outros processos de corrupção eleitoral contra ele', declarou Jorge Alexandre, segundo colocado nas eleições. O TRE é quem deve decidir se Santa Maria passará por uma nova eleição ou se o segundo colocado assume o cargo de prefeito.

Fonte: O Liberal

Popularidade de Dilma cai 27 pontos após protestos

Pesquisa Datafolha finalizada ontem mostra que a popularidade da presidente Dilma Rousseff desmoronou.

Hoje, 30% dos brasileiros consideram a gestão Dilma boa ou ótima. Na primeira semana de junho, antes da onda de protestos que irradiou pelo país, a aprovação era de 57%. Em março, seu melhor momento, o índice era mais que o dobro do atual, 65%.

A queda de Dilma é a maior redução de aprovação de um presidente entre uma pesquisa e outra desde o plano econômico do então presidente Fernando Collor de Mello, em 1990, quando a poupança dos brasileiros foi confiscada.
Naquela ocasião, entre março, imediatamente antes da posse, e junho, a queda foi de 35 pontos (71% para 36%).

Em relação a pesquisa anterior, o total de brasileiros que julga a gestão Dilma como ruim ou péssima foi de 9% para 25%. Numa escala de 0 a 10, a nota média da presidente caiu de 7,1 para 5,8.

Neste mês, Dilma perdeu sempre mais de 20 pontos em todas regiões do país e em todos os recortes de idade, renda e escolaridade.

O Datafolha perguntou sobre o desempenho de Dilma frente aos protestos. Para 32%, sua postura foi ótima ou boa; 38% julgaram como regular; outros 26% avaliaram como ruim ou péssima.

Após o início das manifestações, Dilma fez um pronunciamento em cadeia de TV e propôs um pacto aos governantes, que inclui um plebiscito para a reforma política. A pesquisa mostra apoio à ideia.

A deterioração das expectativas em relação a economia também ajuda a explicar a queda da aprovação da presidente. A avaliação positiva da gestão econômica caiu de 49% para 27%.

A expectativa de que a inflação vai aumentar continua em alta. Foi de 51% para 54%. Para 44% o desemprego vai crescer, ante 36% na pesquisa anterior. E para 38%, o poder de compra do salário vai cair --antes eram 27%.
Os atuais 30% de aprovação de Dilma coincidem, dentro da margem de erro, com o pior índice do ex-presidente Lula. Em dezembro de 2005, ano do escândalo do mensalão, ele tinha 28%.

Com Fernando Henrique Cardoso (PSDB), a pior fase foi em setembro de 1999, com 13%.


sexta-feira, 28 de junho de 2013

Mobilização Guamaense


É HOJE


Polícia Civil recupera carga roubada em São Miguel do Guamá

A Polícia Civil, por meio da equipe de investigação de São Miguel do Guamá, nordeste paraense, em operação policial, na zona rural do município, localizou e recuperou, nesta quinta-feira, 27, em um sítio na localidade da Vila Seco, uma carga roubada no último dia 25, no KM 05 da rodovia BR-010 (Belém-Brasília), no município de Santa Maria do Pará. Na ocasião, três assaltantes em um veículo de cor vermelha abordaram o motorista do caminhão, que fazia o transporte de mercadorias de Belém para a cidade de Imperatriz, no Estado do Maranhão.
 
O caminhoneiro chegou a ser amarrado e mantido refém por cerca de 2 horas. Os assaltantes levaram a vítima e o caminhão com mercadorias para a zona rural de São Miguel do Guamá, onde consumaram o crime, subtraindo as mercadorias que estavam sendo transportadas. Entre os produtos havia bomba de água, medicamentos, produtos e equipamentos agrícolas e eletrodomésticos.

Após a prática do crime, a equipe de investigação de São Miguel do Guamá, formada pelos investigadores Océlio, Vasconcelos, Rosana e Maurício, e escrivã Geovane Santos, sob o comando do delegado Ronaldo Lopes, passou a fazer levantamentos na área até que, uma denúncia anônima feita ao Disque-Denúncia, fone 181, levou os policiais a localizar o sítio, na localidade Vila Seco, distante cerca de 30 km da sede do município, onde as mercadorias estavam escondidas.

No momento da abordagem policial, os criminosos responsáveis pela guarda das mercadorias roubadas fugiram ao perceber a presença da Polícia. O delegado Ronaldo Lopes pede para que a sociedade de São Miguel do Guamá e de outros municípios próximos, ligue para o Disque-Denúncia 181, para informar a respeito dos autores do crime. O delegado parabenizou a equipe de investigação de São Miguel do Guamá pelo dedicação e eficiência dos trabalhos investigativos. "Esta foi a terceira carga roubada recuperada este ano no município", citou, ao ressaltar o cumprimento de vários mandados de prisão preventiva pela prática de crime de roubo, homicídio, tráfico de drogas e estupro, o que tem diminuído os índices de violência e de criminalidade em São Miguel do Guamá.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Senado aprova projeto que torna corrupção crime hediondo

Em resposta às manifestações que se espalham pelo país, o Senado aprovou nesta quarta-feira (26) projeto que transforma a corrupção em crime hediondo.
Com a mudança, os condenados por corrupção perdem direito a anistia, indulto e pagamento de fiança para deixarem a prisão --e também terão mais dificuldades para conquistarem liberdade condicional e progressão da pena.

O projeto tramita no Senado desde 2011, mas entrou na pauta do Senado depois dos protestos que mobilizam milhares de brasileiros em diversas cidades. A proposta segue para análise da Câmara.


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), admitiu que sua votação ocorreu como "consequência" das "vozes das ruas".

"Temos que aproveitar esse momento para andar com algumas matérias que não tivemos condições de andar em circunstâncias normais", disse.


O projeto torna hediondos os crimes de corrupção ativa, passiva, concussão (extorsão praticada por servidor público mesmo que fora de sua função), peculato (corrupção cometida por servidores públicos) e excesso de exação (cobrança de tributos indevidamente para fins de corrupção).

Os homicídios comuns também passam a ser crimes hediondos, segundo o projeto. Os qualificados já são enquadrados pela legislação em vigor como hediondos. A inclusão do crime ocorreu a pedido do senador José Sarney (PMDB-AP), que apresentou emenda ao texto original.

Parte dos senadores foi contra a emenda porque ela não tem relação com a corrupção, mas Sarney pressionou os colegas e viabilizou sua aprovação.

O projeto também amplia as penas previstas no Código Penal para os cinco crimes de corrupção fixados no projeto. Quem for condenado por corrupção ativa, passiva e peculato terá que cumprir pena de 4 a 12 anos de reclusão, além de pagamento de multa. Para os crimes de concussão e excesso de exação, a pena fixada é de 4 a 8 anos de reclusão e multa.

O Código Penal em vigor estabelece pena de 2 a 12 anos para crimes de corrupção, que podem ser ampliadas nos casos de crimes qualificados. Também determina que os réus têm que cumprir pelo menos dois quintos da pena em reclusão, enquanto o tempo fixado para os demais crimes é de um sexto.

Além de perder benefícios como o direito a pagamento de fiança para deixar a prisão, os crimes hediondos são considerados gravíssimos pela legislação penal --que classifica os seus agentes como insensíveis ao sofrimento físico ou moral da vítima.

Autor do projeto, o senador Pedro Taques (PDT-MT) disse que a proposta por si só não é suficiente para reduzir a corrupção, especialmente na administração pública, porque o Judiciário precisa dar agilidade nas condenações para crimes de corrupção.

"No crime de corrupção, você não pode identificar quem são as vítimas. A ideia é protegê-las por meios jurídicos. Mas para isso precisamos que os processos caminhem mais rapidamente até para a absolvição de quem não tem nada a ver com isso", afirmou Taques.

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), que relatou o projeto, disse que o projeto é uma resposta à principal reivindicação dos protestos no país. "Sem dúvida, a palavra "corrupção" tem sido a mais pronunciada nas ruas pelos jovens brasileiros, e o Senado Federal dá agora, neste momento, uma resposta, ainda insuficiente, mas um passo adiante, um avanço na direção das aspirações do povo brasileiro."

A votação do projeto durou mais de duas horas. No começo da sessão, o plenário do Senado estava cheio, com 66 senadores presentes. Depois do início do jogo do Brasil pela Copa das Confederações, cerca de 20 congressistas continuaram presentes --mas a maioria retornou após o fim da partida para aprovar o projeto de forma simbólica (sem o registro de votos no painel do Senado).

STF manda prender Deputado Federal

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (26) pela manhã mandar prender o deputado Natan Donadon (PMDB-RO). A decisão ocorreu após a maioria dos ministros considerar como protelatórios os embargos apresentados pela defesa do peemedebista. Apesar da determinação, ele vai continuar no mandato, já que a condenação dele, em outubro de 2010, ocorreu antes de ser diplomado como deputado federal.
A decisão tomada pelos ministros é inédita. Natan é o primeiro deputado a ser considerado culpado pelo STF e ter a expedição do mandado de prisão. Em 28 de outubro de 2010, o peemedebista foi condenado a 13 anos, quatro meses e dez dias de prisão por formação de quadrilha e peculato. Ele foi acusado de fazer parte de um esquema que fraudou licitações para contratos de publicidade da Assembleia Legislativa de Rondônia entre 1998 e 1999.
No embargo, o advogado do deputado, Nabor Bulhões, argumentou que a condenação é derivada de um inquérito civil que contou com a participação de agentes e delegados da Polícia Civil de Rondônia. Para a defesa, isso não poderia acontecer. Além disso, questionaram o fato de Natan ter sido condenado pelo STF um dia após renunciar ao mandato na Câmara. Bulhões argumentou que o caso deveria ser remetido para a primeira instância.
A relatora da ação penal, Cármen Lúcia, entendeu que o embargo declaratório pretende “exclusivamente discutir a matéria. ou melhor, o rejulgamento do caso”. Por isso, na visão da ministra, o recurso apresentado pela defesa de Donadon é protelatório, apenas para atrasar o fim do processo e o início da execução da pena. Ela também disse que as questões foram analisadas no julgamento de Natan em 2010.
Ao confirmar sua decisão, Cármen Lúcia determinou que seja reconhecido o imediato trânsito em julgado da ação penal, a expedição do mandado de prisão e da guia de execução penal e a comunicação da prisão ao STF. A ministra delegou a função de executar a prisão de Natan à Vara de Execuções Penais de Brasília. Com a decisão, ele deve ser preso no Complexo Penitenciário da Papuda.
A votação foi por maioria. Somente o ministro Marco Aurélio Mello discordou da relatora. Ele reconheceu os embargos, ao contrário de Cármen Lúcia e dos outros integrantes da corte presentes, e atendeu os pedidos da defesa.
Mandato
Apesar de determinar a prisão de Natan, ele deve permanecer no cargo. Os ministros deixaram para a Câmara decidir o destino do peemedebista. Na corte, os integrantes entenderam que, como a condenação dele ocorreu antes da diplomação do mandato em 2010, e depois da renúncia, o STF não poderia se manifestar sobre o assunto. A Câmara será notificada e pode iniciar um processo de cassação.
“Não há nenhuma incompatibilidade entre um deputado manter o cargo e ser preso na Constituição Federal”, ponderou o ministro Teori Zavascki. Ele, assim como a maioria da corte, entendeu que o caso deve ser resolvido pelo Congresso.

sábado, 22 de junho de 2013

Pé quente

Pio Jr e Camila Bussarelo - Direto de Salvador ( Brasil 4 x Itália 2)

Partido Militar sonha com Joaquim Barbosa

O Partido Militar do Brasil (PMB) poderá se transformar no 32º partido político inscrito no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O processo de registro está em tramitação na Justiça Eleitoral e, segundo o seu idealizador, capitão Augusto Rosa, já houve a publicação do estatuto no Diário Oficial da União, já tem CNPJ e mais de 300 mil assinaturas em todo o País. Pela regra do TSE, o partido precisa ter 485 mil nomes e abrangência nacional para obter o registro.

O idealizador do partido qualifica a sigla de centro-direita e revela um sonho: obtendo o registro, o PMB vai convidar o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Joaquim Barbosa, para ser o candidato da agremiação nas eleições presidenciais de 2014. Para lançar candidato às eleições do próximo ano, o PMB precisa entregar a composição de sua chapa ao TSE até setembro.

"A postura do ministro Joaquim Barbosa diante de grandes escândalos, como no caso do mensalão, comprova a sua intolerância quanto à corrupção. Essa postura vem ao encontro aos ideais do PMB, que está em busca de candidatos que possam resgatar a moralidade na política nacional", disse o militar.

Seminário


Justiça afasta prefeito acusado de maus-tratos contra animais

O juiz da comarca de Soure, na ilha do Marajó, decidiu afastar do cargo por 90 dias o prefeito de Santa Cruz do Arari, Marcelo Pamplona (PT). Ele é acusado de maus-tratos a animais por ter mandado capturar cães e cadelas do município. Os animais foram exilados em um local sem assistência. Segundo denúncias da população, alguns dos cachorros teriam sido mortos. A informação é do Ministério Público do Estado.

Segundo o MP, a medida cautelar foi baseada no inquérito civil instaurado pela promotoria. A alegação do Ministério Público é que o prefeito poderia utilizar seu poder político para influenciar a apuração do caso, dificultando a apuração dos fatos. Cabe recurso.
 
Pamplona se defende das acusações e afirma que as acusações estão relacionadas a questões políticas, uma manobra de seus adversários para desqualificar seu trabalho. Ele também crítica a falta de investigações sobre caso, que segundo ele, utiliza-se apenas de um vídeo caseiro. "Afirmam que eu matei mais de 300 cães, mas onde estão esses cães mortos? Não apareceu até agora nenhum", garante. 
 
O prefeito afirma que não foi notificado formalmente sobre a decisão, mas irá recorrer. "Fui eleito com 55% dos votos, estou tranquilo, pois não devo nada. Só gostaria de saber quem vai reparar os danos causados a mim", diz Pamplona. 
 
Cautelar - A medida cautelar com base no inquérito civil público instaurado pelo Ministério Público do Estado (MPE) teve decisão liminar do juiz da comarca de Soure, Antonio Carlos de Souza Moitta Koury. Segundo o MP, a intimidação de testemunhas arroladas ao processo estaria dificultando o trabalho de investigação do caso. "O juiz Koury acatou o pedido do MP e determinou o afastamento do gestor municipal que ficou conhecido no País como o ‘Canicida do Marajó’", diz a nota do Ministério Público. A decisão cabe recurso.
 
Segundo denúncias de moradores feitas no início do mês, Marcelo Pamplona autorizou o extermínio de cães no município de Santa Cruz do Arari. A prefeitura estaria pagando pela caça de cães e cadelas, e os animais apreendidos seriam mortos. Na ocasião, o prefeito reconheceu a medida de capturar os cachorros, mas negou autorização de matança dos animais. 
 
A justificativa para a medida de saneamento é de que os cachorros foram levados para a zona rural do município, por estarem causando a proliferação de doenças na cidade. A estimativa é de cerca de 200 cães possam ter sido capturados por servidores municipais e enviados para a zona rural da cidade, no último dia 28.  
Imagens - Vídeos registram cachorros sendo laçados até por crianças. Segundo informações da população, o prefeito pagou R$ 5,00 por cada cachorro e R$ 10,00 por cadela. Os cães que haviam sido enviados para a zona rural foram resgatados por uma ONG de defesa dos animais e trazidos para Belém. 
 
Veterinários consideraram a medida desnecessária para o controle de doenças. A acusação de extermínio de animais gerou inúmeros protestos diante da postura do prefeito, e motivou uma série de manifestações nas redes sociais, além de uma passeata em Belém que contou com a presença de atores da Rede Globo.

Fonte: O Liberal

Salinas ganhará campi da UFPA em 2015

Dois terrenos no município de Salinópolis foram doados à Universidade Federal do Pará (UFPA) na tarde de ontem. Os terrenos abrigarão o campus da UFPA no município e uma Fundação de Cultura. Este será o segundo maior campus da universidade com 43 hectares, atrás somente do campus do Guamá.

Na nova unidade funcionarão os cursos de Engenharia de Petróleo, Engenharia Costeira e Oceânica, Engenharia Oceanográfica, Tecnólogo em Informática, Licenciaturas em Física e Ciências, e pós-graduações em Engenharia em Ambientes Costeiros, Engenharia em Exploração e Produção de Petróleo e Engenharia de Produção de Alimentos do Mar. O início das obras, que custarão R$ 15 milhões, está previsto para o primeiro semestre de 2014.O primeiro processo seletivo para o campus de Salinas está previsto para 2015, antes da entrega do prédio. Por essa razão, a instituição pretende alugar um espaço para as aulas.
 
 A doação dos terrenos contou com a participação do reitor da UFPA Carlos Edilson Maneschy, do prefeito de Salinas, Paulo Henrique Gomes, do presidente da Câmara de Vereadores do município, Nilson Martins, e do representante da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Acácio Centeno.
 
Para o prefeito Gomes, a educação é uma prioridade do seu mandato. "Isso é um divisor de águas naquele município, que foi agraciado com as belezas naturais, mas que possui problemas. Acredito que podemos mudar a realidade com educação e produção", afirmou. 
 
O reitor da UFPA destacou que assinatura foi histórica para o município e para a universidade. "Estamos aqui para que mais e mais pessoas possam ter oportunidade real de exercerem de forma plena a cidadania. O prefeito já começa com uma gestão deixando seu nome na história do município", afirmou. 
 
 Para o proprietário do terreno, médico e professor da UFPA, João Cabral, o momento foi emocionante. "Esse é um dos momentos que passei a gostar mais de mim, porque esse momento é especial", relatou. O representante da Secti, Acácio Centeno, parabenizou o ato nobre de doação. "Fico profundamente emocionado. 
 
O governador do Estado está empolgado com esse projeto. O Estado é parceiro e ajudará em ações adicionais como a implantação de uma escola técnica profissionalizante em Salinópolis", informou.Fonte: Amazônia

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Direto do Facebook


Joaquim Barbosa lidera corrida presidencial entre manifestantes

Apesar de não figurar na lista de pré-candidatos ao Palácio do Planalto, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, aparece como o preferido dos manifestantes paulistanos para suceder Dilma Rousseff, mostra pesquisa do Datafolha realizada nessa quinta-feira (20).

 
De acordo com o instituto, Barbosa foi mencionado por 30% dos entrevistados, contra 22% da ex-senadora Marina Silva, que tenta montar a Rede Sustentabilidade para concorrer ao Planalto em 2014. Dilma (PT) aparece em terceiro na lista, com 10% das menções.

 
O levantamento foi realizado durante os protestos de ontem na avenida Paulista, região central da cidade.

 
O senador Aécio Neves (PSDB-MG), com 5%, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 1%, vêm logo a seguir.

 
A margem de erro da pesquisa, que entrevistou 551 manifestantes, é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. No limite, Barbosa e Marina poderiam ter 26% das preferências, mas, segundo o Datafolha, a probabilidade de que esse cenário seja real é muito pequena.

Forró do PDT


Polícias Civil e Militar prendem oito criminosos em São Miguel do Guamá

As Polícias Civil e Militar, em operação conjunta, prenderam, nos últimos dias, oito criminosos envolvidos nos crimes de homicídio, roubo, furto e porte ilegal de arma de fogo, em São Miguel do Guamá, nordeste paraense. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira, 20. Dentre os presos está Diego Nazareno Antunes Conceição, 26 anos, preso no bairro da Vila France, após ter praticado um crime de roubo contra um mototaxista de quem subtraiu dinheiro. Ele já responde processo criminal em Belém pelos crimes de roubo, formação de quadrilha e homicídio. Outro preso é Antônio Ailson Leal dos Reis, 22 anos, de apelido “Cueca”, que foi flagrado, no centro da cidade, após ter roubado o telefone celular de uma criança de 10 anos. Ele já responde a processos por três roubos contra pessoas nas ruas do município.
 
Foi preso ainda Cleber Alves Braga, 20 anos, que agrediu fisicamente a mãe e o irmão, na própria residência, no bairro Moacir Neto. Ele foi autuado por lesão corporal, com base no artigo 129, parágrafo 9º, do Código Penal. O crime foi cometido com uso de pedaço de madeira. Em outra incursão policial, foi preso Cristiano Silva Castro, de apelido “Cuequinha”, 28 anos, no bairro Padre Ângelo, em cumprimento a mandado judicial da comarca local acusado de roubo ocorrido no ano de 2007. Outro preso, com mandado de prisão, foi Adevanildo de Oliveira Lima, de apelido “Pastor”, 34 anos, morador no bairro da Vila Sorriso. Ele teve mandado de prisão decretado acusado de crime de tentativa de homicídio ocorrido em Belém, no ano de 2004. Ele foi recapturado após ficar como foragido da justiça desde o ano de 2011, quando foi sentenciado pelo crime.

Já Antônio William Gomes Rodrigues, conhecido como “Negão”, 28 anos, foi preso enquanto portava um revólver cálibre 38 com cinco munições intactas. Na chegada à Delegacia, a equipe policial constatou que ele tinha mandado de prisão decretado por tráfico de drogas em São Miguel do Guamá, desde o ano de 2006, além de ter sido reconhecido pela prática de crime de roubo ocorrido na zona rural da cidade. Do local, ele é acusado de ter saqueado de pequenos produtores rurais uma certa quantia em dinheiro. Também foi preso em cumprimento de mandado de prisão, Marcos Nunes de Barros, de apelido “Marquinho”. A ordem de prisão foi expedida pela Comarca Judiciária. 
 
Marcos é acusado do crime de homicídio qualificado ocorrido no dia 23 de março deste ano, quando foi morto um homem conhecido como "Gordo". Ainda, durante a operação, foi preso Luiz Cley Brito Pinheiro, de apelido “Boleia”, que teve mandado de prisão decretado por roubo e tentativa de homicídio no ano de 1997, em Belém. Ele estava foragido desde a época. As operações policiais serão intensificadas no municípios para diminuir a violência e a criminalidade em São Miguel do Guamá, por determinação do delegado-geral, Rilmar Firmino. A operação teve comando do delegado Ronaldo Lopes e do capitão Galhardo, com integração dos investigadores Océlio, Maurício, Rosana e Vasconcelos, e escrivã Geovane Santos, com os cabos da PM David, Freitas, Gomes, Lopes e demais policiais militares da cidade.

Prédio da Prefeitura e Câmara é depredada após protestos em Bagre

Um protesto organizado pela população de Bagre encerrou com parte do prédio da Prefeitura do município e da Câmara Municipal depredados. A situação aconteceu na noite de quarta-feira (19), mas só foi divulgada hoje (20).

Segundo a Prefeitura, um grupo aproveitou a manifestação pacífica realizada por moradores por conta de um racionamento de energia no município, e depredaram os prédios. Ninguém ficou ferido. 
 
 O prefeito disse que a manifestação dos moradores – cerca de 300, a maioria estudantes – era democrática e legítima. “Ocorre que opositores que não se conformaram com a derrota de outubro passado se infiltraram no protesto e realizaram esse quebra-quebra, tentando até invadir a minha casa', disse o prefeito Cledson Rodrigues. Ainda de acordo com ele, já conversou com a Celpa para tentar resolver o problema da falta de abastecimento. 
 
Desde a última segunda-feira (17) a cidade passa por um racionamento de energia elétrica, com apenas dois dos quatro geradores funcionando. “Desde a inauguração do linhão em março estamos tendo problemas. Tanto que a usina a diesel permanece funcionando e vivemos num eterno racionamento. O linhão vive tendo problemas e muitas vezes a Celpa demora para resolvê-los. Entrei inclusive com uma ação popular na Justiça para tentar resolver o fornecimento de energia. O juiz deferiu favoravelmente ao município”, disse o prefeito.
 
 
Em nota, a Celpa afirma que continua trabalhando para normalizar o fornecimento de energia elétrica em Bagre, que está sendo atendido pela usina dieselétrica do município em regime de contingência, devido a problemas em um dos geradores. “A concessionária já providenciou a aquisição e transporte de outro gerador, que deve chegar a Bagre ainda hoje (ontem) para que os técnicos possam começar a instalação do equipamento e reestabelecer o fornecimento o mais rápido possível”.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Paysandu está de volta à Copa do Brasil

O Paysandu está de volta a Copa do Brasil. O pleno do STJD julgou o recurso bicolor na competição nacional, na tarde desta quinta-feira (20), que alegou a irregularidade dos jogadores Bahia e Paulo Sérgio, ambos do Naviraiense (MS).

Em entrevista à Rádio Clube do Pará, o advogado Alberto Maia ressaltou a vitória bicolor. “O recurso foi julgado e vencemos por 8 a 1 e não cabe mais possibilidade de recorrer a decisão do pleno, não tem mais como o Naviraiense recorrer a decisão”, avalia.

Com o resultado, o Paysandu volta para a competição nacional, aonde vai encarar o Atlético (PR), na terceira fase da competição nacional. Os confrontos  já estão marcados. Veja:

Paysandu x Atlético (PR) – 18/07 – 21h50 – Estádio Mangueirão – Belém (PA).

Atlético (PR) x Paysandu – 25/07 – 21h00 – Estádio Durival de Brito – Curitiba (PR)

(Diego Beckman/DOL, com informações da Rádio Clube do Pará)

Tucanos já se armam para embate com Padilha em SP

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), se tornou o foco da artilharia tucana ao transferir seu título de eleitor para São Paulo. No Palácio dos Bandeirantes, ele já é visto como o adversário do governador Geraldo Alckmin (PSDB) na eleição de 2014.
 
 
Padilha votava em Santarém (PA), mas registrou seu domicílio eleitoral na capital paulista, como informou a coluna "Painel" desta quarta-feira. O ministro atribuiu a mudança às eleições internas do PT, marcadas para novembro.

 
"Minha casa é em São Paulo, e para poder votar internamente no PT de São Paulo, tem que participar de três atividades no diretório onde mora", afirmou na quarta-feira.
 
 
Os tucanos interpretaram a transferência como a consolidação de seu nome como pré-candidato e avaliaram a notícia de duas maneiras. Primeiro, com alívio. Pesquisas internas mostravam que, entre os nomes do PT, era o do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o que hoje oferecia mais perigo a Alckmin. Ele incorpora as críticas à segurança, tema muito sensível à gestão do tucano.
 
 
Aliados do governador, contudo, admitem que Padilha tem mais apoio dentro do PT e boa interlocução com prefeitos do interior --seara de melhor desempenho de Alckmin até aqui.
 
 
Na Assembleia Legislativa, por exemplo, o governo acredita que os 22 deputados petistas sejam pró-Padilha. O ministro também é próximo de dirigentes do PP e PR, siglas que estão na mira do governador para 2014.
 
 
Ainda assim, os tucanos acreditam que o ministro terá dificuldades por ocupar uma pasta mal avaliada.
 
 
Petistas admitem que esse é um dos pontos fracos do ministro. Por isso buscarão enfatizar os investimentos federais no Estado.
 
 
Outra ponderação feita no PT é que, embora prefira Padilha a Cardozo, o ex-presidente Lula, a quem cabe a última palavra sobre a candidatura, não está totalmente convencido de que ele seja o melhor nome, por não ter ainda uma marca na Saúde.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Brasil vence o México e garante vaga na semifinal

A seleção brasileira  venceu o México na tarde desta quarta-feira (19), na Arena Castelão, em Fortaleza pela segunda rodada da Copa das Confederações. O time brasileiro com a vitória garantiu vaga para as semifinais da competição.

A torcida brasileira lotou a Arena Castelão e logo aos oito minutos, a torcida fez festa. Após cruzamento, Neymar, pega de primeira, sem chances para Corona e marca, Brasil 1 a 0. No decorrer do primeiro tempo, o México foi buscando o empate, mas esbarrou na defesa brasileira.

No segundo tempo, os mexicanos tiveram a chance de empatar com Chicharito Hernandez, mas a defesa brasileira evitou o empate. Com as alterações feitas, o Brasil foi para cima do México e ampliou o placar nos descontos. Aos 47 minutos, Neymar faz linda jogada individual e Jô completou para as redes do México.

O Brasil volta a campo neste sábado (22), às 16h, contra a Itália, na Arena Fonte Nova. O México joga no próximo sábado, no estádio do Mineirão, contra o Japão.

(Diego Beckman/DOL)

Rio e SP anunciam redução da tarifa do transporte

Após diversos protestos que se espalharam nas principais cidades brasileiras, os governos do Rio de Janeiro e de São Paulo anunciaram, na noite desta quarta-feira (19), a redução das tarifas do transporte público.

Em São Paulo, o governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), e o prefeito da capital paulista, Fernando Haddad (PT), anunciaram que o valor dos ônibus, metrô e trem voltarão a ser R$ 3 a partir da próxima segunda-feira (24). A decisão representa uma diminuição de R$ 0,20.

Já no Rio de Janeiro, o aumento no valor das passagens de ônibus, metrô, trens e barcas também foi suspenso, segundo o prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (PMDB), que disse que a decisão foi combinada com o Estado vizinho. "Essa suspensão se dá em conjunto com o prefeito de São Paulo."

São Paulo

"Quero dizer que no caso do metrô e trem, nós vamos revogar o reajuste dado, voltando a tarifa original de R$ 3. É um sacrifício grande, vamos ter que cortar investimentos, porque as empresas não têm como arcar com esses custos", disse Alckmin ao anunciar a medida. "Esse debate vai ser feito com a sociedade, as implicações dessa medida. Esperamos a manutenção do espírito de democracia. Estaremos em diálogo com a população de São Paulo", afirmou Haddad.

A passagem do transporte coletivo em São Paulo foi reajustada de R$ 3 para R$ 3,20 no último dia 2. A inflação desde o último aumento nos ônibus da capital, em janeiro de 2011, foi de 15,5%, de acordo com o IPCA (índice oficial, calculado pelo IBGE). No caso do metrô e dos trens, o último reajuste ocorreu em fevereiro de 2012. Se optassem por repor toda a inflação oficial, a gestão Haddad teria de elevar a tarifa para R$ 3,47 e o governo de Geraldo Alckmin, para R$ 3,24.

Inicialmente, Alckmin e Haddad se mostraram irredutíveis e descartaram inclusive a hipótese de suspender, por 45 dias, o reajuste já aplicado nas tarifas. O prefeito afirmou ainda que uma possível diminuição implicaria em reduzir recursos destinados para outras áreas, como educação e saúde.

Os discursos, no entanto, começaram a mudar com a resistência dos manifestantes. No início desta semana, Haddad chegou a dizer que avaliava "algumas alternativas" para reduzir o valor das passagens.

Ontem, a ministra Gleisi Hoffmann afirmou que duas desonerações feitas pelo governo federal permitiam que os municípios, inclusive São Paulo, fizessem reajustes menores ou reduzissem o preço nos casos em que o reajuste já havia sido feito, com queda de 7,23%.

No entanto, Haddad "corrigiu" a informação da ministra e afirmou ao UOL que "o reajuste da tarifa de ônibus no município já foi feito com base nas desonerações do governo federal.

Nesta quarta, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o governo não tem mais espaço para cortar impostos que incidem sobre as tarifas de transporte público no país. Segundo o ministro, "a parte mais salgada da conta já foi reduzida".

Em entrevista coletiva na manhã de hoje, Haddad disse que reduzir a tarifa de ônibus seria uma medida populista e que não iria tomar essa decisão se tivesse que retirar dinheiro de outras áreas do orçamento da capital paulista.


Meu Filhão


Andrew Tavares Monteiro

IBGE: 28,7% dos estudantes entre 13 e 15 anos dizem já ter perdido virgindade

Levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que 28,7% dos estudantes matriculados no 9º ano, com idade média variando de 13 a 15 anos, já teve a vida sexual iniciada. O dado foi divulgado nesta quarta-feira, e consta da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense 2012), que entrevistou 109.104 estudantes do 9º ano do ensino fundamental, sendo que 86% têm de 13 a 15 anos de idade.
 
Entre os alunos do sexo masculino que foram consultados, 40,1% disseram ter perdido a virgindade; entre as meninas, 18,3% se enquadravam em igual condição. Entre os estudantes que estavam matriculados na rede pública, 30,9% já tinham iniciado a vida sexual. Na rede privada, a proporção era de 18%.

Em 2009, data da pesquisa anterior, 30,5% dos escolares já tinham tido alguma relação sexual, sendo que entre os garotos a proporção era de 43,7%, e entre as mulheres ficava em 18,7%.

O IBGE verificou ainda que 24,7% dos estudantes que já tinham vida sexual informaram que não utilizaram preservativo na relação mais recente. Entre os meninos, 22,9% afirmaram que abriram mão da camisinha; entre as alunas do sexo feminino, 28,2% admitiram não ter se protegido na última relação sexual.

A pesquisa constatou que 89,1% dos estudantes matriculados no 9º ano declararam ter recebido, na escola, informações sobre doenças sexualmente transmissíveis. Entre os entrevistados, 69,7% receberam orientação na escola sobre como adquirir preservativos de forma gratuita. Sobre outras formas de prevenção de gravidez, 82,9% dos consultados informaram ter recebido orientação nos bancos escolares.

Adolescentes ao volante
 
A Pense 2012 identificou ainda que 27,1% desses alunos tinham dirigido nos 30 dias anteriores à consulta. Entre os homens, 38,6% afirmaram já ter guiado algum veículo motorizado. No conjunto das meninas, essa proporção era de 16,6%.
Terra

Direto do Facebook



Chegou a vez de São Miguel do Guama


domingo, 16 de junho de 2013

Alepa tem 24 municípios engatilhados

Aprovada no início deste mês na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei Complementar 416/08, do Senado, que regulamenta a criação de municípios, estabelecendo critérios como viabilidade financeira, população mínima e plebiscito do qual participará toda a população, pode abrir a porteira para que saiam do papel 24 dos 51 projetos de novas cidades que tramitam atualmente na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). A proposta, que segue agora para o Senado, tem expectativa de ser sancionada no início do próximo semestre pela presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o texto, aprovado por 319 votos a 32, qualquer procedimento deve ser realizado entre a data de posse do prefeito e o último dia do ano anterior às eleições seguintes. Se o tempo não for suficiente, apenas depois da posse do novo prefeito o processo poderá continuar. Esse procedimento terá início com requerimento dirigido à Assembleia Legislativa, assinado por, no mínimo, 20% dos eleitores residentes na área que pretende se emancipar ou se desmembrar. No caso da fusão ou da incorporação de municípios, as assinaturas devem ser de 10% dos eleitores em cada uma das cidades envolvidas.

Tanto o município a ser criado quanto aquele que já existe devem atender a requisitos mínimos. Quanto à população, os novos municípios e os remanescentes deverão ter população ao menos igual ao mínimo regional, calculado segundo percentual incidente sobre a média nacional de habitantes dos municípios brasileiros. Para encontrar essa média, serão excluídos os 25% municípios mais populosos e os 25% menos populosos.

O mínimo regional de habitantes será de 50% dessa média para as regiões Norte e Centro-Oeste (5 mil habitantes); de 70% para o Nordeste; e de 100% para o Sul e o Sudeste. Outro requisito que antecede o início do estudo de viabilidade e o plebiscito é a existência de um núcleo urbano com um mínimo de edificações calculado com base em 20% da população da área que se pretende emancipar e no número médio de pessoas por família. Todos os dados populacionais deverão considerar os levantamentos censitários mais recentes realizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o texto, os estudos de viabilidade não poderão ser aprovados em algumas situações: se houver perda da continuidade territorial e da unidade histórico-cultural do ambiente urbano; se houver alteração das divisas territoriais dos estados; ou se a área do município estiver situada em reserva indígena ou em área de preservação ambiental.

OAB vai apoiar controle social

Um ano após a Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011) entrar em vigor e após quatro anos de vigência da Lei da Transparência (Lei Complementar nº 131/2009), muitos gestores ainda não se adequaram às suas exigências e a população continua sem saber para onde vai grande parte dos recursos públicos do País. Para mudar esse cenário, a seção regional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PA), atendendo ao apelo feito pelo presidente nacional da entidade, Marcus Vinicius Furtado, e seguindo na mesma direção do Conselho Federal da entidade, aprovou, a 4 de junho, a criação da Comissão de Controle Social de Gastos Públicos no Pará, com o objetivo de fiscalizar os órgãos quanto ao cumprimento das leis que garantem aos cidadãos o acesso à informação sobre o uso de dinheiro público. Inicialmente, os trabalhos vão focar nas administrações municipais. Para abranger todos os 144 municípios paraenses, além da Comissão Regional, foram instaladas outras duas subcomissões, uma para a região oeste e outra para as regiões sul e sudeste do Estado.

"Uma das missões principais da nossa Comissão é cobrar dos poderes públicos e fiscalizar o efetivo direito do cidadão à informação. O gestor público tem dever, obrigação de demonstrar como, quando e onde aplicam o dinheiro público e a lei obriga que ele faça isso de forma transparente", enfatizou o advogado e conselheiro da OAB/PA, João Jorge Hage Neto, presidente da Comissão de Controle Social de Gastos Públicos instalada no Estado.

O anúncio da criação de uma Comissão Nacional de Controle Social dos Gastos Públicos foi feito pelo Conselho Federal da Ordem, no dia 22 de maio desse ano, durante o Fórum Por um Brasil Transparente. Presidente da OAB/PA, Jarbas Vasconcelos resolveu abraçar a causa, criando também uma comissão regional, que além de João Hage Neto, conta ainda como membros os conselheiros Luiz Paulo de Almeida Zoghbi e Paulo Augusto de Azevedo Meira. Em Santarém, o presidente da Subcomissão responsável pela região oeste é Ubirajara Bentes de Souza Filho. A subcomissão de Controle Social dos Gastos Públicos das regiões sul e sudeste do Pará será presidida por Aroldo Wilson Gaia Pará.

João Hage Neto explica que o foco inicial serão as 144 prefeituras do Estado. O grupo irá verificar se elas têm cumprido a Lei de Acesso à Informação e a Lei da Transparência. "Nós vamos cobrar dos agentes públicos e fiscalizar se as leis estão sendo observadas. A Lei de Acesso à informação tem o objetivo de que a Lei da Transparência seja cumprida, abrindo acesso aos dados envolvendo recurso público, para que o cidadão veja como o gestor está gerindo isso", ressalta.

Os membros da Comissão instalada no Estado ainda estão levantando dados e fazendo um plano de trabalho. "Para que se tenha uma linha mestra a percorrer. Os levantamentos vão ser todos realizados. O gestor que não estiver cumprindo a Lei será comunicado e o caso será informado para a seccional da Ordem no Estado e para os órgãos vigilantes, responsáveis pela devida aplicação da Lei.


 
Blog do Andrey Monteiro - Template desenvolvido por Sonic Artes